• A estação mais remota do mundo

Finalmente, depois de vários atrasos, visitei Corrente, Piauí, nossa mais remota Estação da Missão na América Latina, ou possivelmente no mundo.” Essas foram as palavras de Everett Gill, que foi Secretário para a América Latina da Junta de Missão de Richmond entre 25 de abril de 1942 até a sua morte, em 1954. Este livro traz todos os relatórios produzidos entre 1944 e 1974 pelos missionários norte-americanos que estiveram na estação Corrente, a estação mais remota do mundo. Este compilado de relatórios é um importante corpo de documentação primária sobre o início do protestantismo no estado mais católico do Brasil e no país de forma geral. Mas é também um mergulho afetivo na história da cidade de Corrente, e um bonito e esclarecedor retrato das alianças e dos conflitos que se formaram entre homens e mulheres do sertão piauiense e do sul dos Estados Unidos. Por meio desses relatos é possível ainda conhecer melhor o Instituto Batista Industrial (posteriormente Instituto Batista Correntino), escola que se confunde com a própria estação missionária e que completou cem anos em 2020. É como parte da comemoração do centenário que este livro foi escrito.

Código: L999-9789893723937
Código de barras: 9789893723937
Peso (kg): 0,268
Altura (cm): 22,00
Largura (cm): 14,00
Espessura (cm): 2,68
Autor David F. Nogueira da Silva
Editora Lisbon Press
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 268
Ano de edição 2022

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

A estação mais remota do mundo