• A longa estrada da dívida

O Brasil nasceu endividado e, ao primeiro empréstimo levantado em Londres, em 1824, dois anos depois do Grito do Ipiranga, sucederam-se quase 200 anos de crises econômicas, dependência de poupança externa, desvalorizações cambiais, hiperinflação, moratórias e renegociações de dívidas. Até, surpreendentemente, conseguir o grau de investimento, a chancela de bom pagador das agências internacionais de classificação de crédito em 2008, quando se espalhava a maior crise internacional desde 1930.O jornalista William Salasar refaz essa trajetória aliando experiência de campo e pesquisa histórica, explicando como e por que o Brasil se superou, em entrevistas com quem viveu no olho do furacão: o ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega, o presidente do Banco Central, Gustavo Franco, o diretor de Política Monetária do Banco Central, Luiz Fernando Figueiredo, o secretário executivo da Fazenda, Júlio Gomes, e economistas chefes de grandes bancos, Octavio de Barros (Bradesco), Tomás Málaga (Itaú) e André Lóes (HSBC).Como sublinha Carlos Alberto Sardenberg no prefácio: Muito importante deixar tudo isso bem registrado para que a gente não caia na maldição do Ipatinga e volte para a segunda divisão da economia mundial.

Código: L999-9788502102583
Código de barras: 9788502102583
Peso (kg): 0,288
Altura (cm): 22,40
Largura (cm): 15,20
Espessura (cm): 1,10
Autor William Salasar
Editora Benvirá
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 168
Ano de edição 2012

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

A longa estrada da dívida