• Adventos do real

Na psicanálise, o sujeito que é convocado a “se dizer”, é, por definição, em falta de identidade. “Que sou?” é a sua questão, mas, sendo somente representado por suas palavras, seu ser está “sempre alhures”, em outras palavras, por vir. Paradoxo, portanto: busca-se pela fala a identidade de um ser que não é identificável na fala. Não importa que ele tenha um corpo e que seja tomado por distúrbios que a psicanálise, de Freud a Lacan, identificou muito bem. E, não por acidente, nomeia-se como repetição e sintoma, deslocando a questão da identidade porque Um real aí está em jogo.

Código: L999-9788594347053
Código de barras: 9788594347053
Peso (kg): 0,318
Altura (cm): 21,00
Largura (cm): 14,00
Espessura (cm): 2,00
Autor Colette Soler
Editora Aller
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 248
Ano de edição 2018

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Adventos do real