• Conhecimentos fortuitos

O estudo dos conhecimentos fortuitos deve ancorar na concepção que construímos sobre o homem - se objecto, se sujeito do processo penal — e na ideia de que não se esgota no quadro das escutas telefónicas, mas que se estende aos meios de obtenção de prova que estejam sujeitos a um catálogo de tipos de crime: v. g., à apreensão de correspondência, ao registo de voz (off) e imagem, ao agente infiltrado e, possivelmente num futuro próximo, às buscas domiciliárias nocturnas. Acresce, desde já, referir que regular os conhecimentos fortuitos impõe-se por necessidade de concretização do princípio da segurança jurídica, mas não com o atropelo dos direitos, das liberdades e das garantias fundamentais, sob pena destes serem, na linha de VOGEL, uma licença de retórica. Licença esta que branqueia as finalidades do processo penal democrático e legítimo.

Código: L999-9789724029535
Código de barras: 9789724029535
Peso (kg): 0,260
Altura (cm): 23,00
Largura (cm): 16,00
Espessura (cm): 1,00
Autor Valente Guedes
Editora Almedina
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 152
Ano de edição 2006

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Conhecimentos fortuitos