• Imprensa e identidade sertaneja:

Estudo da história da Imprensa no Piemonte da Chapada Diamantina, sertão da Bahia, nas primeiras décadas do século XX, por meio da análise de discurso e de seu papel na tentativa de criação de uma prática de leitura, assim como de uma busca de identidade cultural própria e sertaneja. Este livro, fruto da tese de doutorado em História e Cultura do Brasil, defendida na Universidade de Lisboa, em janeiro de 2020, tem como fim avaliar, por meio do nascimento e morte de jornais do Piemonte da Chapada Diamantina nas primeiras décadas do século XX, com foco principal na cidade de Jacobina – polo econômico central e município onde eram impressos –, a contribuição dada por esse meio de comunicação, tanto para o aumento da prática de leitura quanto para essa busca de identidade cultural própria na região sertaneja da Bahia. Baseado em estudos e teorias do campo da história cultural, da análise do discurso, pretende levar o leitor a perceber quais estratégias foram utilizadas para a existência de jornais nessa região, suas relações no campo políticoeconômico e ideológico, bem como quais representações foram efetivamente úteis para a tentativa de construção dessa nova imagem sertaneja e despertar nos leitores a sensação de pertencimento.

Código: L999-9786558683889
Código de barras: 9786558683889
Peso (kg): 0,430
Altura (cm): 16,00
Largura (cm): 23,00
Espessura (cm): 2,50
Autor Adriano Menezes
Editora CRV
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 234
Ano de edição 2020

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Imprensa e identidade sertaneja: