• Labirinto contemporâneo: a ficção policial brasileira

Para refletir sobre as narrativas detetivescas contemporâneas brasileiras, Marta Rodriguez inicia seus pensamentos com a metáfora do labirinto. Traçando um caminho e percorrendo-o com o leitor, ela nos mostra as relações entre os clássicos romances de enigma e a produção contemporânea. Ao retomar obras marcantes para a consolidação do gênero –de Edgar Allan Poe a Raymond Chandler –, a autora mostra como essas narrativas ainda influenciam a literatura brasileira contemporânea. Explora, para isso, o caráter intertextual presente nas obras de Luiz Alfredo Garcia-Roza, Luiz Fernando Veríssimo e Flávio Carneiro e os elos com a tradição detetivesca, sobretudo na profunda relação dialógica que esses textos estabelecem com a obra do dito fundador do gênero, Poe. Ainda que percorramos um labirinto, Marta Rodriguez nos leva de maneira leve e fluida a considerar como a origem do gênero ainda marca e inspira tantos autores, pois, ao unir o presente ao passado, é possível revigorar narrativas tão significativas e, ao mesmo tempo, gerar novas histórias intrigantes e originais. Isabela Duarte Britto LopesDoutoranda em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense (UFF)

Código: L999-9786558206323
Código de barras: 9786558206323
Peso (kg): 0,200
Altura (cm): 23,00
Largura (cm): 16,00
Espessura (cm): 0,90
Autor Marta Maria Crespo Rodriguez
Editora Appris Editora
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 151
Ano de edição 2020

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Labirinto contemporâneo: a ficção policial brasileira