• A morte em Heidegger

A morte em Heidegger transita por diferentes etapas do itinerário de pensamento de Martin Heidegger (1889-1976), examinando suas transformações especulativas sob o horizonte temático da morte. Na primeira fase de sua trajetória filosófica, o tema da morte é projetado ao plano principal de suas preocupações intelectuais, sobretudo no estudo intitulado Ser e tempo, livro publicado em 1927 e cuja repercussão proporciona ao filósofo a notoriedade que o insere entre os clássicos da filosofia contemporânea. Em sua pesquisa acerca do sentido do ser, o filósofo escolhe como ponto de partida o exame do ente que se pergunta pelo ser: o ser humano, desvelado, na analítica existencial, como ser para a morte. Na viragem heideggeriana, em meados da década de 1930, altera-se radicalmente o eixo de suas investigações filosóficas, substituindo-se a ênfase no ser-aí pelas reflexões acerca da história do ser com suas destinações enviadas ao ser humano. Projetam-se, então, os mortais na abertura do ser. Uma questão, portanto, percorre o conjunto deste livro: quais são as modificações que se processam nas considerações heideggerianas em torno da morte, conduzindo-as do ser para a morte aos mortais?

Código: L999-9788546207534
Código de barras: 9788546207534
Peso (kg): 0,350
Altura (cm): 21,00
Largura (cm): 14,00
Espessura (cm): 1,40
Autor Abdala Amir
Editora Paco Editorial
Idioma PORTUGUES
Encadernação BROCHURA
Páginas 292
Ano de edição 2017

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

A morte em Heidegger